SAMAE intensifica combate aos “gatos” de água

Publicado em: Quinta-Feira, 06 de Setembro de 2018
Fonte: SAMAE

A irregularidade, popularmente conhecida como “gato”, aumenta os custos do SAMAE.

Fiscalização - Todos os meses, as equipes  de campo fiscalizam mais de 25.244 ligações de água na cidade. Paralelo a esse trabalho, as equipes fiscalizam aleatoriamente os imóveis, onde o consumo de água registrado não é compatível com a atividade (comercial ou industrial) ou com o padrão de consumo da residência.

Qualidade - Outro problema decorrente do “gato” é o perigo de contaminação da água, isto porque, normalmente essas ligações prejudicam a qualidade do produto distribuído pelo SAMAE, oferecendo riscos à saúde de quem consome esta água. A melhor alternativa para reduzir o valor da fatura é o uso consciente da água, adotando medidas simples, como o seu reaproveitamento, pode-se reduzir substancialmente o consumo.

O SAMAE, alerta para que os consumidores não aceitem propostas de pessoas que prometem a instalação de aparelhos que prometem redução do consumo de água. Ninguém está autorizado a manipular o hidrômetro. Se alguém tentar lhe vender serviços ou aparelhos para reduzir o consumo, recuse.